16.3.14

Resenha: O Arcano Nove

Postado por: Stefanie


 Tomei o livro em mãos com grandes expectativas. Estaria sendo drástica demais se dissesse estar decepcionada. Não estou. Mas ainda me sinto na obrigação de admitir que o segundo volume da série “A Mediadora” sequer chegou aos pés do primeiro. Sim, é divertido, é engraçado; li até mais rápido que o anterior. Mas sabe quando você sente que falta algo?
 Então.




 “O Arcano Nove” então nos traz a continuação da nova vida de Suzannah. A qual está vivendo após sua mudança para Califórnia, onde convive com sua mãe, seu padrasto e todos seus três meios-irmãos. De um jeito bem diferente do que costumava fazer em Nova Iorque.
 Na resenha sobre o livro anterior, disse que Suzannah era quase uma garota comum, com a diferença de que uma garota comum não conversa com os mortos. No segundo volume, essa “normalidade” se torna ainda mais evidente, porque a protagonista se torna popular no colégio, sendo até mesmo convidada para festas badaladas, aquelas que muitas garotas, de sua idade, veem uma grande necessidade de participar.
 Em uma dessas festas, Suzannah conhece um garoto chamado Tad, o qual faz aquele típico cara-que-todas-as-garotas-do-colégio-querem. O qual, coincidentemente, é ninguém menos do que o filho de um empresário importantíssimo da cidade, que está diretamente ligado a uma suposta série de assassinatos. A qual Suzannah só toma conhecimento quando acorda, durante uma noite, com berros ensandecidos de uma mulher em seu quarto, pedindo que um recado seja entregue a uma certa pessoa.
 Quem é essa pessoa? Como Suzannah poderá encontrá-la? Ainda mais que seu trabalho passa a ir além de seus ofícios como mediadora. Dessa vez nossa protagonista precisa lutar com pessoas reais, de carne e osso. Pessoas tão misteriosas quanto os espíritos com os quais está acostumada.
 Sem sombra de dúvida, a personagem cresce e aprende muito mais coisas. Se torna até um tanto quanto mais... Poderosa, com seus “dons”, os quais se tornam até mais eficazes com a ajuda de Jesse, que passa a tomar um espaço ainda mais importante em seu dia a dia, envolvendo-se diretamente nos assuntos pelos quais deveria fugir.
 Assim, “O Arcano Nove” cresce em certos pontos, ao que se refere às personagens, mas visivelmente declina ao que diz respeito àquele “enredo envolvente”, que te prende incondicionalmente. Não que a leitura se torne chata, pedante. Continua tão engraçada quanto, mas visivelmente falta aquele “quê” a mais que me encantou por cada uma das páginas do primeiro volume. Tornando-se muito bom, mas não ótimo.




Título: O Arcano Nove
Série: A Mediadora
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record 
Nota: ★★★★ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Design e Desenvolvimento por