6.5.14

Resenha: Crepúsculo

Postado por: Stefanie



 Assim chegamos ao último volume da série "A Mediadora"! Um livro que vai nos eletrizar com um novo desenrolar da morte de mais uma recente alma perdida no mundo dos vivos! Será?
 Não dessa vez. Nem nos bastidores.




 "Crepúsculo" é o título do último livro dessa série surpreendente. Nele, Suzannah finalmente passa a compreender quais são as verdadeiras intenções do argiloso Paul que, sem dúvidas, não mede esforços para conquistar nossa protagonista. Passando por cima de tudo e todos, o pseudo-vilão trilha um plano atenciosa e cuidadosamente arquitetado que não deixaria nossa mediadora receosa. Isto é, se o grande alvo não fosse atingir aquele que ela tanto ama.
 Pobre Jesse...
 Enquanto isso, nosso fantasma do velho oeste se torna ainda mais cativante. Justamente por conta de como, mesmo tendo seu pescoço na reta, ele sequer repensa antes de lutar por aquilo que acredita e, claro, pelo bem de Suzannah que, nesse livro, às vezes faz bem o papel de mocinha-desnorteada-que-mete-os-pés-pelas-mãos-por-estar-apaixonadinha. Mas Jesse com certeza só não contava que, dessa vez, quem ajudaria nossa protagonista seria o seu eu do passado. Especificamente, há 150 anos.
 A ideia de poder viajar no tempo te agrada?


 Se é um ponto negativo? Não mesmo. Não quando, com o desenrolar do enredo, posso até mesmo visualizar Meg Cabot levantando-se em frente de seu livro recém-finalizado e simplesmente sambando na cara das inimigas. Por quê? Porque ela não só escreve um livro incrível, mas como, também, finaliza a série com chave de ouro.
 Poderia até dizer que a autora deu tudo de si no fim. Mas eu estaria sendo bem mal agradecida. Apesar de alguns deslizes, encho a boca para dizer que Meg Cabot acertou em cheio com essa história. Principalmente com o desfecho que me soou quase tão bem arquitetado quanto um dos planos de Paul. Isto é, com um toque a menos de maldade.
 A história é linda e se desenvolve de uma maneira prudente que não poderia ter me agradado mais. Não traz aquele tipo de desfecho que me dá vontade de pegar um avião e voar ao encontro do autor só pra perguntar se ele tá tirando uma com a minha cara. Mas sim o tipo que me faz chegar a última página e querer aplaudir em pé, já com aquela saudade no peito.
 Sinto falta. Sinto falta das risadas. Das crises de impulsividade da Suzannah. Do jeito dedicado de Jesse. Sinto falta do Mestre explicando coisas que são inúteis na minha vida e até mesmo do Padre D. tentando deixar todos calmos e sensatos. Sinto falta de saber o que estão fazendo, de quem estão precisando enfrentar... Menos da futilidade de Suzannah.  Disso eu só não sinto falta, mas como, também, dou graças a Deus por ter acabado. Quanto então ao restante... Só me sinto feliz. Feliz por ter tido a honra de ter em mãos livros tão bem escritos e narrados. Com uma bela dose de humor e seriedade quando necessário. Doses que vieram na medida exata em sua grande maioria.


 Se eu recomendo a série? Na verdade me pergunto por que você já não foi lá correndo ler. Afinal, tenho certeza que você vai se divertir e se emocionar tanto quanto eu com essa história deliciosa de ser acompanhada.


Título: Crepúsculo
Série: A Mediadora
Autora: Meg Cabot
Páginas: 271
Editora: Galera Record 
Nota: ★★★★★♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Design e Desenvolvimento por