20.5.14

Resenha: Os Desejos da Bela Adormecida

Postado por: Stefanie


 Sempre pensei em contos de fadas como histórias que nunca ficam chatas, nunca ficam cansativas e sequer menos incríveis. Inclusive em adaptações.
 Até eu pegar o primeiro volume da trilogia da Bela Adormecida de Anne Rice.




 “Os Desejos da Bela Adormecida” é o primeiro livro da insuportável série da Bela Adormecida, escrita – sob o pseudônimo de A. N. Roquelaure – por aquela que muitos reconhecem como a Rainha da literatura vampiresca. A qual, dessa vez, tenta (só tenta) se esgueirar de corpo e alma ao mundo erótico, fazendo uma espécie de adaptação do conto de fadas que conta a história da princesa que é amaldiçoada por uma feiticeira má no dia de seu batizado. Princípio que, sem novidade alguma, é preservado pela autora em questão. Mas o problema começa no momento exato em que o príncipe chega com intenções bem mais adultas que o original. Tudo porque, ao despertar a bela adormecida, o príncipe a leva consigo para um lugar em que a mocinha vai passar a sofrer torturas e humilhações sexuais de tudo e todos.
 Até então é normal, não acha? Também não é novidade que existe milhares de adeptos ao sadomasoquismo, prática daqueles que gostam de uma relação sexual mais... Fisicamente intensa. O problema começa quando a autora viaja na maionese e faz com que todos, simplesmente todos, sejam também assim. Como se o mundo fosse dividido entre pessoas que batem e pessoas que apanham, sem exceção. Característica que alguns aceitam mais porque todos aqueles que sofrem esses abusos são príncipes e princesas, que são submetidos a tais caprichos com a desculpa estúpida de que é um processo importante para se tornarem pessoas melhores no futuro, mais caridosas. O que não convence. Até porque soa como se a autora tivesse defecado tal justificativa pelos dedos como se assim pudesse conseguir pessoas que com ela concordassem. Como se ficar tomando um monte de porrada, ser vítima de estupro e humilhação fosse agregar muitas coisas boas à personalidade de alguém.
 “Mas, Helli... Muitos deles gostam!” Ao menos é o que a autora quer que você pense, não acha? Porque, ao menos para mim, a narrativa é feita à base de exageros tão crus e infundados que diversas vezes me peguei rindo. Não por achar engraçado. Mas sim tentando adivinhar que tipo de droga Anne Rice ingeriu antes de escrever um livro tão ruim. Justamente porque o livro é um monte de nada com nada escrito com palavras que não conversam entre si. Inclusive os diálogos chegam a ser tão mais estúpidos do que a própria história.


 Para os fãs da trilogia, repito então nesse momento que não é o BDSM. Não é o fato de ser uma adaptação. Não é a agressividade. A questão aqui é que o livro é tão ruim que eu mesma não consigo entender como consegui chegar ao fim. Não consigo entender como Anne Rice, com toda sua experiência, releu isso e achou que estava bom. Entendo muito menos com que propósito a editora perdeu o tempo de publicar. Porque, sim, pra mim esse livro não é só ruim, mas como também chega a ser um dos piores livros que já li na minha vida.
 Motivos crus; alienação não digna de justificativa; narrativa porcamente escrita; desculpas que não convencem; e completa falta daquele feeling tão importante na literatura. Esses são só alguns dos motivos de esse livro ser tão ruim. Sobretudo, também, por contínuas torturas que sequer soam reais aos meus olhos. Até porque não creio que uma pessoa possa apanhar continuamente por horas e sequer perder a consciência, ainda permanecendo ali bonitinha, pronta para mais porrada e abuso sexual.
 A não ser que essa pessoa seja um mutante, claro.
 O que não é o caso, creio eu.
 Afinal, o único poder especial que Bela parece ter é não sangrar, mesmo quando rasgam sua carne a noite inteira.


 Bom, mesmo que você goste de livros violentos, cenas sexuais, BDSM nu e cru, ou apenas contos de fadas; não recomendo. Há centenas de livros que trazem coisas parecidas e bem escritas. Que passam bem longe disso que alguns chamam de “literatura”. Dessa maneira, finalizo a resenha, ao menos deixando claro para quem ainda tiver coragem de ler:
 Depois não diga que não avisei.


Título: Os Desejos da Bela Adormecida
Série: A Bela Adormecida
Autora: Anne Rice
Páginas: 349
Editora: Rocco
Nota: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Design e Desenvolvimento por