8.5.14

Resenha: Por Isso a Gente Acabou

Postado por: Stefanie



You either have the feeling or you don’t.
 Do decorrer da narrativa, nunca imaginei que começaria a resenha com a mesma frase que, no começo, achei tão sem sentido para o motivo da história. Porém, com o desfecho, notei que é a que melhor resumiria as conclusões de Min Green, apelido para Minerva, a deusa romana da sabedoria. Uma pena que, no caso da protagonista, não adiantou muita coisa a referência, não quando ela caiu naquela mesmice de ficar cega de amores.
 Mas... Quem nunca?






 “Por Isso a Gente Acabou” é um dos tantos tragicômicos livros de Daniel Handler, mais conhecido como Lemony Gênio Snicket. Na história, Min apresenta uma série de motivos pelos quais seu relacionamento com o popular Ed Slaterton não deu certo. A partir de objetos adquiridos durante o namoro – alguns ganhados, outros achados, outros simplesmente roubados – a personagem prepara uma caixa que soa como uma espécie de Cavalo de Tróia. Aparentemente parece um presente. Mas ao ser aberta...


 Duas tampas de garrafa; um caixa de fósforos; um caminhão de brinquedo; brincos detestáveis e até ingressos de filmes; afinal, com uma protagonista cinéfila, não poderia ser diferente, não é? Tudo porque Min, aliás, é incapaz de dizer uma frase sequer sem comparar determinada situação com um filme já visto, ou algum ator admirado. Porém, ainda, esses são só alguns dos muitos objetos diversos que iniciam cada capítulo.
 Como esperado, o sonho de Min é tornar-se diretora de cinema. De Ed? Ele faz bem o tipo de “Deixa a vida me levar”. Por enquanto, como cocapitão do time de basquete, faz apenas o tipo gostosão que pega todas as menininhas da cidade. Isto é, até conhecer nossa protagonista de um jeito que me deixou tão atraída que, sim, tenho que admitir que, mais uma vez, fui pega na armadilha de Daniel Handler. Justamente porque ele me conquistou em diversas partes do livro. Inclusive ao ponto de pensar que Min talvez tivesse sido injusta com Ed. Porém, no maior estilo piadista, o grande motivo para o fim do namoro é estrategicamente dito só ao final, sem sequer antes deixar pistas, o que, com certeza, me deixou com aquela cara de tacho após ser pega em uma pegadinha.


 Posso até visualizar Lemony Snicket, em algum lugar, apontando pra mim e rindo da minha cara.
 Sinceramente? O livro se mostrou uma grande surpresa. Só concordei, aliás, com a maioria dos motivos da Min ao final da história. Justamente por conta de como ela me soa até mesmo chatinha às vezes. Em alguns momentos até mesmo entediante, com incansáveis descrições de filmes que não me parecem nada atraentes. Talvez para pessoas que, como ela, gostem de filmes. Mas, eu, sinceramente achei um tanto quanto exagerado. Cansativo até.  Ao ponto de, por alguns momentos, até mesmo sentir vontade de ver Ed surgir e dizer:

 “E quer saber porque eu acho que a gente acabou? Porque você é muito chata!

 Mas não foi dessa vez.


 Quanto aos outros personagens... São todos adoravelmente criados, como esperado do autor em questão. Daniel Handler é realmente um gênio. Porém, o qual mais se destaca é o encantador Al, melhor amigo de Min, que faz o papel daquele amigo que está sempre ali para ajudar quando precisamos, sabe?
 É um bom livro. Mas não é ótimo. Na minha opinião, é mais bonito do que bom. A história é bem escrita, como toda obra de Daniel Handler, mas às vezes a protagonista soa tão chata e cansativa que deixa a narrativa um pouco arrastada. Não ao ponto de ter me arrependido de ler, pelo contrário. Mas não é um livro que eu possa dizer que estou morrendo de saudade.


 Para quem gosta de livros nesse estilo... Vá em frente. Só não aconselho que leia caso esteja na fossa, ou tenha acabado de levar um pé na bunda. Afinal, mesmo que até as partes mais trágicas se tornem cômicas, tenho que admitir que é quase impossível já não ter sentido na pele ao menos um dos motivos que fizeram a Min e o Ed acabar. Os quais, caso você ainda esteja sofrendo, me fazem querer te aconselhar a passar longe desse livro. Ao menos até que as cicatrizes se fechem.


Título: Por Isso a Gente Acabou
Autora: Daniel Handler
Páginas: 362
Editora: Seguinte
Nota: ★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Design e Desenvolvimento por